segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Meu aniversário

Boa Noite amores,
Nossa, preciso contar aqui, o quanto meu níver foi comemorado. Yes, yes!!! Passei um final de semana m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-o com minha família, uai. Arrumamos nossas mochilas e tchau Rio de Janeiro, vou para Minas Gerais, Leopoldina. Só que eu não contava com a chuva que resolveu viajar conosco. Daí, passei por duas fases:
1ª-  Inconformismo. Grrr!!! Logo no meu aniversário? Passo o ano todo contando com o dia lindo...  

2ª – Aceitação. Uhu!!! É meu dia!


Pois bem, após essa pequena crise, lembrei de dar graças a Deus por esses 13 anos de vida e por todos aqueles que estão ou estiveram à minha volta. Por todas as pessoas que estavam ali comigo tornando aquele dia especial, minhas tias que fizeram um big bolo com todo carinho, procurando fazer segredo e claro, minha avó por trás de tudo aquilo. Mas as comemorações não pararam por aí não.

De volta ao Rio, foi a vez dos queridos Tios Ricardo e Íris, do Espaço Vida Saudável me presentearem com um copão de shake de doce de leite, ao som de “Parabéns pra você!”. Hum, delícia! E não foi o fim das comemorações.

No colégio, tenho uma galerinha, Giovanna, Ila, Alessandra, Bruno, Artur, Daniel, Gisele (ufa!), que fazem parte do “Da hora toda hora”(vídeos engraçados que gravamos para diversão), também cantaram “Happy Birthday”com um bolinho pra mim. Muito fofo!


A família Maia Manfredo: Tia Natália, Tio Ricardo e Hellena fizeram uma festa surpresa para mim. Gente, quase chorei quando vi a sala toda decorada e o que é melhor: o clássico bolo de chocolate. Divino! Minha amiga fez uma receita da avó: empadinha doce, recheada de leite condensado. Agradeço esses novos amigos por tudo, tudo mesmo.

Recebi lindas mensagens, lindas homenagens, lindos presentes e agradeço a todos: meus avós, minhas tias, meus pais, meus amigos, mas destaco aqui um dos momentos mais marcantes, o cartão de minha amiga, cheio de amizade e sinceridade. E se algum dia eu me sentir sozinha, pegarei essa mensagem para iluminar meus dias com o carinho dessas palavras. Amei!

Muito obrigada gente por tornar esse dia tão excepcional!


Beijocas, Daniela     

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Leopoldina

Hello,
Este post é uma homenagem à cidade de Leopoldina em Minas Gerais. Cidade natal de minha querida mãe e, também um dos lugares mais fofinhos que já conheci. É verdade! Conhecida como a “Athenas da Zona da Mata”, isso porque essa região mineira está localizada na Mata Mineira, bem pertinho do Rio de Janeiro. O seu nome é em homenagem a princesa Leopoldina de Bragança e Bourbon, filha do Imperador Dom Pedro II.
Mas o que mesmo adoro lá é a receptividade do povo. O mineiro é “bom demais sô”, gente calma, que nos deixa muito bem. Fico feliz de estar nessa cidade, aliás, sou uma leopoldinense, por convicção como diz minha mãe. Toda vez que vou tenho os passeios certos: Cachoeira Poeira D’Água, Morro do Cruzeiro, andar de trenzinho pelo centro, passar no TiRisquei para me refrescar com os picolés, lanchar no Digão, uma lanchonete mega legal, além é claro, de visitar os parentes. Dessa vez acrescentarei aos passeios, a visita ao Grupo Escoteiro em Muriaé, que fica 50 km de Leopoldina, porque na cidade leopoldinense não tem grupo escoteiro. Sniff!
Outra coisa m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-a é passar o dia 24 de Novembro nesse lugar. Sabem por quê? Porque é o meu níver. OBAAAAAAA!!!!! Pois é gente, nada melhor do que comemorar do jeito que mais amamos, nos lugares que gostamos e isso é sagrado aqui em casa, meus pais sempre procuram nessa data fazer aquilo que gosto.
Então já vou. Meu coração está em festa e peço que vibrem por mim e mais um ano de vida. Afinal, felicidade é estar em harmonia, em paz e saudável.
Bye!
     

sábado, 16 de novembro de 2013

Guirlanda de laçarotes

Oi gente linda,
  Tenho novidade de decoração natalina que é a cara deste blog: LACINHOS!
 Lembramos hoje que o Natal é a melhor data do ano, ele representa muita coisa: poder passar um dia unido com pessoas que amamos, preparar comidas gostosas, decorar a casa e o principal: comemorar o nascimento de Jesus, a verdadeira essência.
Neste post vou mostrar como criar uma guirlanda que pode ser usada no Natal, de uma maneira bem fácil e criativa. Fuçando na net, encontrei essa ideia e resolvi experimentar. Claro que dos meus colegas virtuais ficaram muitoooo melhores. Mas do jeito que fiz, garanto que dá certo e vou demonstrar aqui.
Ok! Vamos à guirlanda dos laçarotes. Veja o passo-a-passo:

Materiais

- Bastidor de bordado (usei o nº. 22)
- 2 ou 3 rolinhos de fitas estampadas para os laços (ou quantos você quiser)
- 1 rolinho para encapar o bastidor
- Tesoura e Cola quente (opcional)
* Para aqueles mais tradicionais, decore com fitas de cores natalinas. Eu fiz o Natal de outras cores.
Primeiro use uma fita para encapar o bastidor, cole a 1ª pontinha da fita e a última. Depois você deverá fazer os laços de maneira alternada, primeiro uma cor e depois a outra. Para fazer os laços, faça com a tira ainda no rolinho, caso o seu laço não tenha ficado legal, é só refazer. Para que seus lacinhos fiquem mais firmes, você pode colocar pingos de cola quente nos miolos dos laços.
 

 

Vá decorando até completar o arco. Use sua imaginação para deixá-la muito bonita, com enfeites de Natal, depois pendure na porta de casa. As minhas guirlandas (também fiz para presentear) só entraram os lacinhos e nem preciso dizer o porquê né?




Bye,bye!  



sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Raiz forte

Hello people,
Dizem que temos que rir de nós mesmos, não é? E que esse é o segredo da felicidade. Ok! Então estou postando aqui uma situação que ri muito da Daniela, a própria que vos escreve (rsrsrsrsrs......).
Lembram da minha amiga Hellena? Aquela que é fofa e tem uma mãe “Fada dos Cupcakes”? Essa mesmo. Noite passada, dormi em sua casa, e como era de se esperar, muita, muita bagunça. Andamos de skate, assistimos filmes, falamos bastante, enfim tudo aquilo que meninas fazem quando se reúnem na casa uma das outras. Hellena terminou “A culpa é das estrelas”, coisa que estava quase nos tornando inimigas, porque ela queria saber o final e eu não contava de jeito nenhum.
Bem, o ponto central desse post é contar uma situação hilária que aconteceu comigo. Tio Ricardo, mega legal, pai de minha amiga trouxe para nós comida japonesa, “oh my god!” sempre torci o nariz aqui em casa e confesso que não era minha preferência na culinária, até ontem.
Poxa! O clima estava tão agradável! Eles me tratando tão bem, que resolvi experimentar as iguarias japonesas. Atenção! Esse post é altamente picante, não recomendo às pessoas com papilas gustativas sensíveis. Sem saber do sabor da raiz forte, coloquei uma bela quantidade em meu prato e como temos sempre protetores ao nosso lado, me avisaram o que podia acontecer quáquáquáquá....
A raiz forte ou wasabi é uma pastinha, cor de pistache, muito usada na culinária japonesa pra lá de picante, que deve ser consumida com moderação. Ela é danada para “trollar” gente como eu. Hã!?!? Mas experimentei assim mesmo e olha que adorei, me ensinaram as técnicas de como comer: primeiro escondemos a raiz no sushi ou sashimi, viramos de cabeça para baixo (a iguaria) para não encostar diretamente no céu da boca e passamos no molho shoyo ou agridoce.
 Em caso de olhos vermelhos e lacrimejantes você “bombou”. Daí o jeito é beber água até a ardência passar. Provavelmente, irá querer mais, por pior que seja a bomba e depois continue tentando. Eu quero de novo. Amei! Não sabia o que estava perdendo.


SAYONARA! 


6.000

Genteeeeeee!!!!!!
           Que felicidade! Chegamos a 6.000 visualizações! E isso, preciso dividir com todos aqueles que sempre me incentivaram, que me apoiaram com carinho ou que de alguma forma pude contribuir com minha escrita. Escrevo sobre meus sonhos, meus medos, minhas curiosidades, meus achados, ou seja, compartilho aquilo que gosto e acredito com todos. Esse número é a prova de que nunca estamos sós. Continuarei trazendo mais e mais postagens para entrelaçar com vocês. Mas agora é hora de dizer:


“Obrigada! Thank You! Gracias! Arigato! Merci! Grazie! Danke! Shukhriya! Eυχαριστώ!”    

Bye!



sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Cupcake

Hello lacinhos,
Não acredito que já estamos no finalzinho do ano. Sério!?!? Passou tão depressa que, até parece que foi ontem, eu estava aqui desejando Feliz Ano Novo povo! Ainda bem, porque esse querido mês, esse doce novembro é o mês do meu níver \o/\o/\o/\o/\o/. É gente, muito bolo, muita comemoração, muitos presentes, muita choradeira e enfim, o fim da minha infância (segundo a constituição brasileira). Pois é amores, meu 13º ano de vida..
Bem, uma coisa puxa outra, chegando minha data, lembrando de guloseimas, lembrei de bolo e plim!!!! Resolvi dedicar um post inteirinho para falarmos de CUPCAKES.
      Hum...não tem coisa mais fofinha, gostosa e lindinha. Bom para os olhos, para boca, para visitas, para aniversário, para decorar, para tudo. Daí, fiz uma pesquisa básica, que vocês podem encontrar, também no site fofinho www.receitadecupcake.com.br.
Vamos à história: o cupcake é um pequeno bolo designado para servir uma única pessoa, frequentemente assado em um pequeno copo de papel alumínio. De origem inglesa, só podia, seu nome original é, fairy cake, em português bolo de fada. Mas nossos amigos americanos, o fizeram virar sucesso e ganhou o nome que conhecemos cupcake (bolo de caneca).
Eles eram assados em canecas, o que fortaleceu ainda mais a ideia do nome. São bastante semelhantes aos muffins, mas se diferenciam por serem mais leves e por serem mais decorados. São tão bonitinhos e delicadinhos que parecem mesmo ter sido feitos por fadas. No Brasil, os cupcakes já são convidados de honra em festas variadas. Simples assim!
Ainda não aprendi a fazer, mas tenho uma amiga, a Hellena que faz cada um tão fofinho e assim que ela me ensinar, prometo postar aqui. Por hora, que vocês tenham força e foco para realizar todos os sonhos, independente do grau ou dificuldade e que eles sejam doces como um cupcake. E, se as tristezas vierem, lembrem-se: "O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã!" E..... RESPIREM, SEMPRE!







Bye!